Share Poll

Poll link

500 px
350 px
250 px
Preview

widget preview:

Width - px Height - px

Close preview
! You are using a non-supported browser Your browser version is not optimised for Toluna, we recommend that you install the latest version Upgrade
Our Privacy Notice governs your membership of our Influencer Panel, which you can access here. Our website uses cookies. Like in the offline world, cookies make things better. To learn more about the cookies we use, check out our Cookies policy.

Infographics Click to show more
33% 1099 votes
67% 2205 votes
3304 people voted
Sim, o diálogo pessoal é muito importante para o ensino 1275 votes

Sim, o diálogo pessoal é muito importante para o ensino
39%
Não, enquanto não houver vacina, o ensino deve ser feito... 1631 votes

Não, enquanto não houver vacina, o ensino deve ser feito online
49%
Não, enquanto não houver vacina, o ensino deve ser feito online
Não sei 340 votes

Não sei
10%
Outro – Especifique nos comentários abaixo 58 votes

Outro – Especifique nos comentários abaixo
2%
Copied to clipboard
M6670706q

M6670706q

  Acredito que só deve voltar o essencial para que os estudos não sejam prejudicados. As aulas práticas, por exemplo, devem ser realizadas respeitando todos os protocolos de higienização e isolamento social. Porém, as aulas teóricas devem ser virtuais, e isso já auxilia muito na contenção da doença enquanto não há vacina.
luigiscavone

luigiscavone

  Enquanto não tiverem certeza se o vírus ainda esta ativo ou vai sofrer uma mutação e ficar autoimune é melhor deixar as pessoas em casa. A realidade mudou ou continua a mesma? No que diz respeito a área de educação ainda estão na mesma... Quantos conseguem ter sucesso, depois de investir nessa área, são bilhões em mensalidades, mas o retorno disso para o desenvolvimento do ambiente cultural nacional é muito baixo? O que se gasta é muito mais do que se ganha e ainda dependem dos estrangeiros para resolverem problemas em diversas áreas nesse pais, ficando a educação em segundo plano ou pra depois... Seria o momento de melhorar isso e fazer da educação uma pratica constante, mas também viabilizar esse tipo de ensinamento, levando as informações necessárias a todos que buscarem esse conhecimento de uma forma mais direta, especifica, ensinando de uma forma pratica o que as pessoas precisam para por em pratica na vida profissional, sem muitas informações adicionais que nunca são utilizadas, mas apenas aquelas que vão ser utilizadas nas atividades profissionais. Gastam muito dinheiro internamente e ainda ficam na dependência de outras nações, não é uma resposta viável. Parece que o ensino esta funcionando para acumular o valor das matriculas e de provas para concursos e outras oportunidades, mas não esta servindo para educação no real sentido da palavra, sendo a educação, uma atividade mais comercial, que pratica, seria muito melhor resolver isso de uma maneira mais simples e barata ensinando as pessoas o que precisam no momento em que realmente vão por em pratica, para trabalhar ou até mesmo praticar o que se aprende. A uma previsão certa, é a que, nas próximas gerações o contingente populacional mundial vai aumentar em mais dois bilhões de pessoas e acho que o Brasil poderia começar a se preparar para uma realidade dessas no futuro. As nações que possuem muitos indivíduos, não podem perder esse tempo e dinheiro apenas por continuarem com um orgulho de uma pequena elite seletiva formada por pessoas aculturadas de uma forma estratégica para fazer a manutenção do que já conseguiram ter e com certeza não querem perder. A maioria... essa massa de pessoas, que define a cultura essencial e diária de uma civilização, deve ser levada mais a sério e ter o direito da livre informação, para poderem formar pessoas em suas capacidades culturais sendo aproveitadas em ambientes profissionais ou apenas em suas casas. Com o valor das matriculas caras, podem viabilizar internet para muitas pessoas terem informação, o que vai acabar acontecendo de forma gratuita em outras nações que possuem bilhões de pessoas. A informação livre é um direito de todos e não deve ter um lugar especifico para seu aprendizado, sendo a internet um veiculo de distribuição da informação que deve ser levada ao conhecimento de todos sem exceção. Além da internet, novas tecnologias vão ser desenvolvidas para levar a informação as pessoas, no futuro vai ser possível implantar neurônios artificias com o conteúdo da Wikipedia no ser humano ou fazer o download da informação em uma memória auxiliar instalada em um cérebro... Parece ficção mas já começaram a discutir esse assunto e a desenvolver tecnologias com essa finalidade, substituindo os métodos antiquados de uma educação lenta e cheia de tortura por outra extremamente mais rápida,especifica, econômica e direta. Acho que o Brasil poderia acompanhar esses avanços tecnológicos e desenvolver novas tecnologias para economizar bilhões nessa área de educação e ainda ter pessoas capacitadas nas diversas áreas profissionais ou apenas em seu dia a dia se levar em consideração a inteligencia artificial e todo esforço que pode ser substituído por aplicativos e robôs.
Vickie.Alencar

Vickie.Alencar

  Não acho que deveriam voltar porque, por mais que muitas pessoas tenham esquecido isso, ainda estamos vivendo uma pandemia, ou seja, a saúde pública ainda corre risco. Mas com toda certeza as faculdades deveriam avaliar com mais flexibilidade estes alunos que estão tendo dificuldades e avaliá-los dentro da sua realidade.
F2905664f

F2905664f

  Não. Enquanto não houver vacina ou se não houver uma queda considerável no número de pessoas contamidas e/ou mortes. Devemos proteger as pessoas do grupo de risco.

2   Followers

You’re almost there

In order to create content on the community

Verify your Email / resend
No thanks, I’m just looking

OK
Cancel
We have disabled our Facebook login process. Please enter your Facebook email to receive a password creation link.
Please enter a valid Email
Cancel
We're working on it...
When you upload a picture, our site looks better.
Upload